Notícias

Aécio Neves defende programas voltados aos jovens da periferia

Aécio Neves defende programas voltados aos jovens da periferia

Publicado em 17 de Agosto de 2014 03h00


Em visita realizada hoje (25/07) à sede do AfroReggae em Vigário Geral, no Rio de Janeiro, o candidato à Presidência da República pela Coligação Muda Brasil, Aécio Neves, defendeu a ampliação para todo o Brasil de programas sociais voltados aos jovens das periferias, como os desenvolvidos pelo grupo. O candidato ressaltou a importância de investir na capacitação dos cidadãos que moram em regiões com alto índice de criminalidade e dominadas pelo tráfico de drogas. 

“O AfroReggae é um caminho para o Brasil, uma sinalização clara de que tem solução [para o jovem da periferia]. A partir da educação, da integração com o mercado de trabalho, da ressocialização de pessoas que já passaram pelo crime. O Júnior e a galera do AfroReggae tiveram a coragem de mostrar isso, sem qualquer preconceito, para o Brasil. ”, disse durante visita às instalações do Centro Cultural Waly Salomão.

No local, 380 crianças, jovens e adultos participam de cursos e oficinas que passam pela dança afro, balé, percussão, entre outros. Grande parte dos 70 programas do AfroReggae utiliza a arte como elemento de ressocialização. O fundador e coordenador do AfroReggae, José Júnior, é o responsável pela elaboração do programa de governo de Aécio para a Juventude.

Acompanhado da filha mais velha, Gabriela, de 22 anos, e da sobrinha Luiza, de 25, Aécio assistiu a apresentações de dança, música, capoeira, circo, teatro, que fazem parte das atividades promovidas pelo grupo AfroReggae com jovens de comunidades carentes do Rio. Ele dançou, tocou instrumento de percussão e fez uma caminhada para conhecer a comunidade de Vigário Geral, localizada no bairro que leva o mesmo nome e tem um dos menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) da capital fluminense.  Aécio visitou a casa de duas moradoras, almoçou comida caseira no Centro Gastronômico da Chupetinha e pagou a conta dele, da filha e da sobrinha.  

Poupança Jovem

Durante entrevista à imprensa, Aécio alertou para elevado número de homicídios de jovens negros das periferias das grandes cidades brasileiras. “Para cada jovem branco morto, 3,5 jovens negros e pardos estão sendo mortos. Portanto, o que aconteceu [de mortes] no Brasil no ano passado foi mais que nas guerras ao redor do mundo: 56 mil pessoas morreram, principalmente jovens e jovens da periferia”. 

Quando foi governador de Minas Gerais, Aécio contou com a ajuda do AfroReggae na implantação projetos de capacitação, incentivo à educação e reinserção de jovens na sociedade, como o Regresso, que incentiva a reinserção daqueles que cumpriram pena no mercado de trabalho, e o Poupança Jovem.  

“Criamos um programa em Minas, que quero levar para o Brasil, chamado Poupança Jovem. Os jovens do ensino médio que não se envolverem em nenhuma ocorrência policial, que frequentarem alguma das oportunidades de oficina de ressocialização que o Estado oferece e tiverem uma frequência mínima na escola recebem uma grana por mês. No final do terceiro ano do ensino médio eles podem sacar. É um estímulo mesmo. Isso tem funcionado extraordinariamente em Minas Gerais. A evasão nessas regiões onde esse programa funciona caiu a um terço do que era antes do início do programa”, disse Aécio.

Fórum Brasil

A parceria com José Júnior terá outra frente de trabalho. Na próxima segunda-feira (28/07), Aécio e o fundador do AfroReggae vão lançar o Fórum Brasil, que elegerá experiências sociais do terceiro setor bem sucedidas que poderão ser transformadas em políticas públicas. Atualmente, esses projetos não contam com nenhum apoio de governos. “Vamos lançar uma agenda de empreendedorismo social”, afirmou Junior.