Notícias

Governo Dilma reconhece que Minas tem a melhor educação do país

Governo Dilma reconhece que Minas tem a melhor educação do país

Publicado em 5 de Setembro de 2014 19h18



Demorou, mas o governo Dilma reconheceu: Minas Gerais tem o melhor ensino fundamental do País. O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), elaborado pelo Ministério da Educação, mostra Minas Gerais em primeiro lugar entre todos os Estados brasileiros e o Distrito Federal, tanto nos anos iniciais quanto nos finais.

Esse resultado reforça suspeita de que o Ministério da Educação atrasou a divulgação do resultado, tradicionalmente feito no início do segundo semestre, devido ao calendário eleitoral. Este ano, a divulgação foi atrasada para não reforçar argumento usado pelo candidato à Presidência pela Coligação Muda Brasil, Aécio Neves, durante a campanha e evitar que o público saiba que os Estados com melhor desempenho na educação são os governados pelo PSDB.

"Os dados do Ideb divulgados hoje pelo Ministério da Educação particularmente são especiais para mim, pois Minas Gerais continua tendo a melhor educação pública nos anos iniciais e finais do ensino fundamental”, afirmou Aécio. “Os dados mostram que o trabalho que iniciei em 2003 vem a cada dia se consolidando e avançando”, acrescentou o candidato, que governou Minas Gerais entre 2003 e 2010.

O Ideb foi criado em 2007 e reflete o cálculo da taxa de aprovação escolar e as médias de desempenho em exames aplicados pelo Instituo Nacional de Estudos e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira (Inep). “São Paulo, Paraná e Goiás continuaram avançando muito em busca de uma educação de qualidade. Sem dúvida, isso é a prova do real compromisso do PSDB com a educação. Não há outro caminho para o desenvolvimento e para o futuro que não passe pela educação”, afirmou Aécio.

Nova Escola

Aécio destacou ainda que os dados do Ideb também mostram enormes desafios a serem enfrentados pelo Brasil e reforçou a proposta de construir a Nova Escola Brasileira para fazer uma revolução no ensino brasileiro.

“Defendo a construção da Nova Escola Brasileira. E, frente aos dados, temos que garantir uma urgência: o ensino médio no Brasil precisa mudar imediatamente, pois não é possível que o resultado tenha piorado em mais de 20 Estados”, afirmou, ressaltando que as metas do ensino médio não foram cumpridas pela maioria dos Estados.

“Não é hora de buscar culpados e sim de construir soluções. No meu governo, vamos lançar um programa especial para o ensino médio, que são as Escolas Jovens”, disse Aécio. “Meu compromisso com a Nova Escola Brasileira é real e nada será mais importante no meu governo do que garantir qualidade na educação”, ressaltou.